Entrevistas

ITIQUIRA 25/06/2015 12:42 Fonte: G1 / MT

Cadeia Pública de Itiquira é reformada após venda de madeira ilegal apreendida; confira a entrevista

Entrevista com o diretor da Cadeia Pública

A venda de 14 cargas de madeira apreendidas irregularmente, que resultou num montante de R$ 215 mil, foi usada para reformar a Cadeia Pública do município de Itiquira. A unidade teve a capacidade de vagas aumentada em 75%, podendo abrigar agora 49 reeducandos, e foi reinaugurada na terça-feira (23). A cadeia tem sala de aula, biblioteca, alojamento masculino e feminino para os agentes, recepção e depósito. As obras no prédio tiveram a ajuda de dez recuperandos.

Segundo a Justiça, a madeira foi apreendida há cerca de um ano, no Posto Fiscal Correntes, que fica na divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A carga foi doada pelo Poder Judiciário para o Conselho da Comunidade, órgão da execução penal que promove a aproximação entre os presos e a população, que vendeu o material.

A reforma da cadeia foi coordenada pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), que também ficou responsável pela planta da obra. Os reeducandos da unidade deverão fazer cursos profissionalizantes, podendo ser contratados ainda como mão-de--obra pela prefeitura, informou o Poder Judiciário.

Confira na íntegra, a entrevista com o diretor da Cadeia Pública de Itiquira, que falou ao vivo com a nossa equipe de reportagem durante o programa Atualidades desta quinta-feira (25).


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo